Além do sangue

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009


Não importa palavras estrangeiras

e nada que o valha

o que importa é a maneira

como o amor se espalha.


Um sentimento posto

e jamais imposto

numa liga aramada, além de tato,

sentidos e olfato.


Doces sorrisos precisos,

abertos e concisos,

livres e amigos,

assim como o luar..


E muito mais que sangue

os laços que as prendem

vão alem

do coração..



Malibe, 16 de fevereiro de 2009


Para Kika e Rapha





3 comentários:

Kika disse...

Não diria que os laços que as prendem vão além do coração e sim são advindos dele, na mais pura forma de amor.
Que o amor sempre prevaleça.

Love u sis!

genebaldo disse...

Laços, majoritariamente são terríveis. Desfaça-os.Do amor queira vive-lo com liberdade, só liberdade.Com certeza as alegrias e os prazeres serão mais gostosos. Não serão agonias, tristeza e dores.

Kika disse...

De que vale a aranha se não puder tecer sua teia? Vivemos em um mundo de laços, de nós e de cordas soltas.
O verdadeiro amor não nos aprisiona e sim nos deixa leve e felizes!
Os laços verdadeiros reconfortam, nos dão segurança e nos mostram que por mais alto que apipa voe, ela tem sempre alguém para puxar a linha e chamá-la para a Terra de vez em quando...
Amar é assim!

Postar um comentário